Não foram encontrados eventos

A ASSP - Associação Sindical da Segurança Privada, assinou o CCT - Contrato Coletivo de Trabalho com a AESIRF, mas não na totalidade dos moldes e objecitvos inicialmente previstos!

 

Inicialmente, a ASSP e a AESIRF começaram por entender mutuamente, que se devia rever na globalidade o CCT e compor uma nova redação. E de facto, assim se foi sendo até á 4ª reunião. Foi necessário parar as análises cláusula por cláusula e assinar o CCT com a maior brevidade.

Quais as razões?

Se não assinassemos este CCT, a portaria de extensão da AES/STAD/SITESE entraria em vigor, o que, de nada valeria todas as reuniões tidas para este CCT.

O que ficou por definir?

Ficou acordado pelas partes de em 2020, começar com a antecipação possível:

  • A continuação da revisão total do CCT, claúsula por cláusula
  • Revisão das remunerações, categorias e expressões pecuniárias
  • Outros objectivos a propor pelas duas partes
Vai haver Banco de Horas?

Não!

Ganhamos alguma coisa em relação ao CCT da AES/STAD/SITESE?

Sim!

Retroactivos a 1 de Janeiro de 2019

Feriados: 100%

Horas Extra: 1.ª a 25% e seguintes a 45%

E quanto a aumentos?

A AESIRF propôs rever os aumentos no proximo CCT, pois refere que, aumentar agora as remunerações, prejudicariam os orçamentos em termos de concorrência, o que assim, os aumentos serão idênticos aos do CCT da AES.

E quanto à Transmissão de Estabelecimento?

Altera-se para a Clausula 14-A Transferência de Pessoal com todos os detalhes que escrevemos anteriormente! Mas com uma vantagem para os trabalhadores:

- O Trabalhador pode deduzir oposição sem necessidade de fundamentação!

Há mais cortes/Reduções neste CCT?

Não!

Há horário concentrado?

Sim, mas por acordo do trabalhador

Há horário de adaptabilidade?

Sim, mas por acordo do trabalhador

 

NOTA DA DIREÇÃO

Sim, bem sabemos o que dissemos no passado! E de facto essa intenção esteve em cima da mesa de negociações! Mas o facto de o tempo escassear e existir a necessidade de o CCT avançar, fez com que assinássemos este CCT com melhorias significativas!

A ASSP prevê a continuidade das boas relações instituicionais e conversações com a AESIRF, já para 2020, projectando o CCT para 2021.