Não foram encontrados eventos

Temos recebido BASTANTES queixas dos colegas, sobre assédio moral no trabalho! Principalmente no que toca a serem sindicalizados!

Pois bem, cabe-nos esclarecer algo muito importante aos/às caros/as supervisores/as.

 

Definição de Sindicato:

Um sindicato é uma associação de trabalhadores que se constitui para defender os interesses sociais, económicos e profissionais relacionados com a actividade laboral dos seus integrantes. Trata-se de organizações democráticas que se encarregam de negociar as condições de contratação com as entidades patronais.

Os sindicatos são os representantes dos seus sócios (os sindicalizados) e desenvolvem negociações colectivas com as empresas ou associações de empresas. Os salários, os tempos de descanso, as férias, a capacitação e as licenças (maternidade, doença, etc.) são algumas das condições que os sindicatos devem acordar com a entidade patronal.


Se ao longos dos anos, as empresas se comportassem corretamente com os seus deveres para com os trabalhadores, provavelmente, os sindicatos poder-se-iam ocupar com assuntos também importantes do sector.

Mas durante estes anos - e continua a "ser regra" - parece existir uma "escola" de supervisores, onde parecem existirem condutas e comportamentos lesivos para o trabalhador. Parece-nos que, por mais que se mudem os supervisores, há sempre alguém que continua um suposto "legado", do supervisor que ficou para trás.

Há supervisores que continuam:

  • A mentir aos trabalhadores sobre valores a pagar
  • A mentir aos trabalhadores sobre férias
  • A mentir aos trabalhadores sobre o CCT e a lei da Segurança Privada
  • A ameaçar trabalhadores com despedimentos
  • A intimidar trabalhadores por serem sindicalizados
  • A menosprezar os sindicatos
  • A menosprezar trabalhadores por estes não fazerem os serviços ilegais que estes exigem que se façam

Mas certamente, há consequências, nefastas até para a empresa! Porque tudo se sabe! E a informação circula!

A consequencia acaba por ser para duas partes: Supervisor e empresa. Deixam de ter mão-de-obra!

Quem cai é a empresa. E por consequência, o Supervisor. O Trabalhador? Muda de empresa, ou de ramo até!

 

É tempo de pensarem! É tempo de mudarem a visão e a estratégia de gerir pessoas!

 

 

Tem uma historia para nos contar? Tem/teve algum problema com um supervisor?

Envie-nos o seu problema para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.