Não foram encontrados eventos

Agressões entre seguranças ligados ao futebol estão a agitar a cidade de Guimarães, onde esta semana houve mais um incidente, tendo sido desta vez gravemente ferido “Boss”, o supervisor de uma empresa do ramo, agredido por três homens, “disfarçados” de ciclistas.

Valter Gonçalves Ferreira, com a acunha “Boss”, de 41 anos, que é um dos supervisores da “Girpe”, empresa de segurança sediada em Fafe, tinha acabado de tomar o seu pequeno almoço num estabelecimento de pão-quente, situado na Rua da Estação, em Mesão Frio, Guimarães, quando foi surpreendido por três supostos ciclistas, que embora todos com uma bicicleta cada, usaram capacetes e capuzes para esconderem o rosto e agredi-lo com uma barra de ferro na cabeça, seguindo-se uma sessão de murros e de pontapés já no chão.

Agredido à esquerda na foto em baixo. Foto DR

Mas nem o facto de estarem encapuzados terá impedido que “Boss” reconhecesse os seus agressores, um dos quais não lhe perdoará o facto de alegadamente ter sido despedido de “Girpe” por intermédio de Valter Ferreira, trabalhando agora na concorrente “Safezone”, empresa mais recente, com sede em São Mamede de Infesta, no concelho de Matosinhos.

A guerra entre os seguranças não envolverá diretamente as duas empresas, embora haja uma óbvia disputa por mais clientes entre ambas, mas principalmente questiúnculas que já virão dos tempos em que todos estariam ligados à “Girpe”, sendo a maioria ligados aos grandes espetáculos musicais e futebol, fazendo segurança privada também em recintos desportivos, além de serem apoiantes do Vitória SC, através do Grupo CN543.