Não foram encontrados eventos

    Como divulgado no início do mês, a empresa Esegur, detida pela Caixa Geral de Depósitos e pelo Novo Banco, deverá mudar de mãos em breve. Na corrida à compra da empresa estão os espanhóis da Trablisa e a sueca Loomis. Porém, o “Jornal Económico” dá como certo que as duas entidades nacionais “estão em negociações exclusivas com os espanhóis da Trablisa” para venda da empresa.

    O negócio de venda está na “fase final”, sendo que o processo ficará concluído em breve. Como aponta o mesmo jornal, embora a Trablisa tenha feito uma oferta inferior à sueca Loomis, os actuais detentores optaram pelos espanhóis porque “a empresa não está em Portugal”, o que terá “menor probabilidade de gerar entraves da Autoridade da Concorrência”. Já a Loomis, como aponta, “está relacionada com um dos maiores players do mercado português, a Securitas”.

                                                                  TRABLISA

    Com esta aquisição, a empresa familiar 100% espanhola com mais de 44 anos de actividade entra no mercado português. A empresa assume-se como uma das cinco primeiras de segurança espanholas e a primeira empresa de vigilância e transporte de valores. Além disso conta com delegações em Madrid, Catalunha, Valência, Andaluzia e Baleares.